Portal de Aquidauana

Seja bem vindo,

Cota��o
Aquidauana

Mais de 85% dos investimentos em Dois Irmãos do Buriti são em infraestrutura

Publicado em 05/10/2020 Editoria: Cidade


Restauração de 25 km da MS-162, entre Dois Irmãos do Buriti e a BR-262
 
A parceria do Governo do Estado com a Prefeitura de Dois Irmãos do Buriti projeta execução de importantes obras de infraestrutura urbana. Hoje, a cidade de pouco mais de 11 mil habitantes conta com 50% de sua malha viária com asfalto e drenagem e deve chegar a 80% em 2021, com investimentos de R$ 5 milhões (recursos federais, já aprovados, e estaduais).
 
A gestão do governador Reinaldo Azambuja, iniciada em janeiro de 2015, executou até agosto deste ano pavimentação asfáltica e drenagem de águas pluviais no município que somam R$ 2,8 milhões. Com o Programa Governo Presente, o Estado investirá R$ 3 milhões em serviços de restauração funcional (pavimento e drenagem) em diversas ruas, em fase de licitação.
 
Em cinco anos e oito meses, o governo municipalista de Reinaldo Azambuja contemplou Dois Irmãos do Buriti com obras de infraestrutura que somam mais de R$ 54 milhões, dos quais R$ 43,1 no âmbito da Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos). A ampliação do sistema de água e esgoto, pela Sanesul, atingiu a cifra de R$ 9,7 milhões, e na habitação, mais R$ 1,4 milhão.
 
O governador Reinaldo Azambuja afirmou que os investimentos são frutos de um trabalho que envolveu medidas duras e até impopulares. “Optamos por fazer um governo responsável, diminuímos o tamanho da máquina pública, reduzindo os gastos com o próprio governo para investir no bem estar da população, fizemos as reformas e enfrentamos crises sem deixar de honrar nossos compromissos. Isso nos permitiu manter os investimentos nas obras prioritárias e lançar o Governo Presente, que até o fim de 2022 vai injetar mais R$ 4,2 bilhões nos municípios”, disse.
 
Conforme relatório atualizado da atuação do Estado no município, o volume de recursos aplicados no período soma R$ 63,2 milhões, incluindo repasses na saúde (custeio e novos leitos para o Hospital Municipal Cristo Rei), segurança (R$ 258 mil) e educação (R$ 4 milhões, dos quais R$ 475 mil em reforma e adequação de prédios escolares urbanos e indígenas).
 
Em junho deste ano, com apoio financeiro e técnico da Semagro (secretaria estadual de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), foi reaberto, após mais de uma década fechado, o Frigorífico Peixe Buriti. Com esse empreendimento, a região se transformará em um dos polos de produção de peixes nativos da bacia do Rio Paraguai.
 
 
O frigorífico administrado pelo Projeto Pacu tem capacidade para produzir 18 toneladas/dia. “É mais um investimento do governo com foco na produção de novas proteínas e a verticalização da agricultura familiar, buscando conquistar novos mercados e fortalecer a cadeia produtiva do peixe, onde já somos referência”, afirma Jaime Verruck, titular da Semagro.
 
Turismo: Estrada Ecológica
 
Realizando um sonho de décadas, o Estado entregou emdezembro de 2019 a pavimentação e drenagem da Estrada Ecológica (MS-450), entre os distritos de Palmeiras (Dois Irmãos do Buriti0 e Piraputanga (Aquidauana), totalizando 18,5 km. O investimento de R$ 19,6 milhões vai alavancar o turismo na região, atraindo novos empreendimentos e gerando mais empregos.
 
Na área urbana da cidade, o Estado, em parceria com a Prefeitura, já concluiu diversas obras, como o pavimento da Avenida do Aeroporto e ruas Vicente Anastácio, Malaquias Aguirre, Miguel de Castro, Thomas Trindade e Cassiano Souza. Em fase final de conclusão, seguem as obras da segunda etapa de intervenções na Rua Campo Grande, ao custo de R$ 344 mil.
 
Recursos estaduais também garantiram a restauração asfáltica da MS-162 (Dois Irmãos do Buriti-BR-262) e construção de ponte de concreto sobre o Córrego Sucuri, em estrada vicinal. Em fase de licitação, o asfalto de 3,74 km da MS-347 (acesso ao frigorífico de peixe), orçado em R$ 4,9 milhões. Em habitação, foram construídas 40 moradias e outras dez em execução.
 


› FONTE: Portal MS