Portal de Aquidauana

Seja bem vindo,

Cota��o
Aquidauana

Mãe que teve filhos derrubados de cadeira de rodas por ladrão relata frieza de assalto

Publicado em 20/10/2020 Editoria: Polícia


Revoltada ainda com o assalto que sofreu na frente dos filhos, nesta segunda-feira (19), no Jardim Canguru, em Campo Grande, a dona de casa Ana Karolina contou que o bandido fingiu pedir informação e depois cometeu o roubo do aparelho, que ela usava para pedir corridas de motorista de aplicativo para levar o pai para a hemodiálise.
 
“Celular não é luxo para pobre, para gente que é necessidade”, disse a dona de casa, que ainda está pagando pelo aparelho que foi comprado com muito sacrifício. A jovem que tem dois filhos, sendo um deles com autismo, contou ao Jornal Midiamax que já havia pagado oito parcelas do celular.
 
No dia do assalto, Ana estava levando a cadeira de rodas do pai, que passou recentemente por uma cirurgia para a retirada do rim, para consertar uma das rodas que havia entortado. A dona de casa ainda falou que quando o bandido se aproximou fingindo pedir informação de um mercado, um dos filhos teria dito ao autor que eles estavam levando a cadeira do vovô para arrumar.
 
“Como que uma pessoa não se compadece disso”, disse Ana que agora fala que não tem nem como mais avisar o marido se algo acontecer e ela precisar de ajuda, já que está usando o aparelho dele. “Estou pagando um celular para um vagabundo trocar por droga”, falou.
 
Ana fez um apelo nas redes sociais depois do assalto. Ela contou que estava empurrando a cadeira de rodas com os filhos quando foi surpreendida pelo bandido, que exigiu que ela entregasse o celular, mas a vítima teria implorado para que ele não levasse o aparelho já que usava para pedir corridas de motorista de aplicativo para levar o pai para fazer hemodiálise.
 
Mas, mesmo com a mulher implorando para que não levasse o celular, o bandido ainda a arrastou na frente dos filhos quase derrubando as crianças na rua. O aparelho roubado era um Samsung A20S, que a vítima pede que quem tenha comprado devolva, ou quem souber ligue para o telefone 190. A mulher informou que o ladrão usava um terço no pescoço e outro no pulso.
 


› FONTE: Midiamax